Home Destaque Vice-governadora de SC usou dinheiro público para ir a ato pró-Bolsonaro

Vice-governadora de SC usou dinheiro público para ir a ato pró-Bolsonaro

A vice-governadora Daniela Reinehr usou verbas públicas para participar de um congresso conservador de extrema direita e da manifestação a favor do presidente Jair Bolsonaro no feriado da Independência, ambos em Brasília. O custo da viagem chegou a pelo menos R$ 10 mil, contando passagens e as diárias da assessora que acompanhou a vice. As informações são da coluna de Dagmara Spautz, do NSC Total.

Daniela viajou na companhia de uma ajudante de ordens na quarta-feira passada, 1º de setembro. A agenda da vice-governadora incluiu dois compromissos oficiais, entre quarta e quinta-feira: uma reunião com o secretário Especial de Assuntos Fundiários Nabhan Garcia no Ministério da Agricultura, na quarta, e outras duas audiências na quinta, no Ministério da Defesa e com técnicos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

- Advertisement -

Daniela e a assessora permaneceram em Brasília até terça-feira (7), quando retornaram a Santa Catarina. Na sexta-feira e no sábado, a vice-governadora participou do CPAC Brasil, congresso conservador que reuniu a extrema direita em Brasília e que teve como principal estrela Donald Trump Jr, filho do ex-presidente dos EUA, Donald Trump.

Na segunda-feira, de acordo com a agenda de compromissos divulgada por sua assessoria, teve o dia livre. Na terça, participou de um café da manhã com a presença do presidente Jair Bolsonaro e das manifestações em Brasília, que defenderam pautas antidemocráticas como a dissolução do STF e intervenção militar.

Para a viagem, foram duas passagens de ida e volta – uma para a vice-governadora e outra para comissionada – no valor total de R$ 6,5 mil. Os gastos pessoais de Daniela estão cobertos pelo sigilo do cartão corporativo (sem limites), mas os de seu gabinete são públicos. Sua assessoria requisitou previamente sete diárias, no valor de R$ 450 cada, incluindo fim de semana e feriado.

As passagens são pagas automaticamente pelo governo, assim que solicitadas. Já as diárias podem ser requisitadas com antecedência ou após a viagem, com anuência da autoridade que será acompanhada pelo servidor. Em ambos os casos, o dinheiro é repassado depois de apresentadas as notas que comprovam a viagem – só então os gastos aparecem oficialmente no Portal da Transparência.

A coluna apurou que a assessoria de Daniela pediu as diárias antecipadamente, mas os valores ainda estão pendentes de pagamento pelo Estado. Em diárias, o custo previsto é de R$ 3,1 mil.

A coluna questionou Daniela na quarta-feira (5), por meio de sua assessoria, se a agenda da vice-governadora foi marcada prevendo a participação no congresso do fim de semana e na manifestação. A assessoria respondeu que ela cumpre agendas frequentemente em Brasília porque tem “proximidade do governo federal e ministros”, e mantém esse elo para auxiliar nas demandas do Estado.

Fonte: Sul Agora

Por: Deivis W. Fernandes / RCNoticia

- Anúncio -