Home Esporte Título inédito: Criciúma vence o Marcílio Dias e levanta o troféu da...

Título inédito: Criciúma vence o Marcílio Dias e levanta o troféu da Recopa Catarinense

No duelo entre os atuais campeões do Campeonato Catarinense e da Copa Santa Catarina, o Criciúma se deu melhor. Na noite desta terça-feira, dia 16, o Tigre derrotou o Marcílio Dias pelo placar de 2 a 0 no estádio Heriberto Hülse e levantou o troféu “Mário Jorge Lobo Zagallo”, da Recopa Catarinense. É a primeira vez que a equipe criciumense vence a competição que teve a sua primeira edição em 2019.

O resultado do jogo foi decidido no primeiro tempo em noite inspirada do atacante Eder, artilheiro tricolor na última temporada. Foi dele o passe para o primeiro gol da partida, marcado por Felipe Vizeu. Depois, o próprio camisa 23 se encarregou de ampliar a vantagem do Criciúma e balançou a rede.

- Advertisement -

A disputa da Recopa também marcou o início da temporada do Criciúma e do futebol catarinense. No próximo sábado, dia 20, as equipes já voltam a campo. O Tigre recebe o Figueirense em casa às 16h30. No mesmo dia, às 18h30, o Marinheiro encara o Joinville.

Eder e Vizeu comemorando um dos gols do Tigre – Foto: Celso da Luz/Assessoria de Imprensa do Criciúma E.C.

Eder dá passe para um gol e faz outro

Antes da bola rolar uma chuva intensa em Criciúma alagou ruas da cidade e também o gramado do estádio Heriberto Hülse. Quando o apito anunciou o início de jogo, as poças no Majestoso já tinham diminuído, mas o campo encharcado deixava a bola lenta.

Mas o Tigre superava os problemas causados pela chuva e conseguia pressionar o Marcílio Dias. Aos 14 minutos, Fellipe Mateus quase marcou. O meia dominou próximo da meia-lua ameaçou chutar para deixar o adversário no chão e depois finalizou colocado, carimbando a trave defendida por Belliato.

Com 17 minutos, o Marinheiro quase marcou contra. Marcelo Hermes lançou para Claudinho desviar de cabeça na grande área e Belliato caiu, dando rebote para o meio da área. Sandro apareceu para afastar e quase mandou contra a própria rede.

O Marcílio tentou um chute aos 26 minutos. Felipe Santos arriscou de fora da área, mas pegou muito forte e a bola subiu demais e foi para fora.

Dominante no primeiro tempo, o Tigre saiu na frente na briga pelo troféu “Mário Jorge Lobo Zagallo” da Recopa Catarinense. Aos 32 minutos Eder deu um drible de corpo no marcador e avançou sozinho pelo lado direito do ataque. Ele fez o cruzamento rasteiro para Felipe Vizeu invadir a área sozinho e tocar para o gol e fazer o 1 a 0 no placar.

Felipe Vizeu comemorando o gol em assistência de Eder – Foto: Celso da Luz/Assessoria de Imprensa do Criciúma E.C.

A blitz ofensiva do time carvoeiro continuava. Com 34 minutos no cronômetro, quase saiu o segundo.  Jonathan cruzou rasteiro para Fellipe Mateus, que finaliza com força no gol. Sílvio bem posicionado dentro da pequena área desviou e salvou o Marcílio Dias.

Depois de dar o passe para o primeiro gol, Eder queria marcar o dele. E conseguiu. Com 40 minutos, ele subiu mais que a defesa do Marcílio Dias na grande área para desviar cobrança de escanteio de Marquinhos Gabriel e mandar para o gol, colocando 2 a 0 para o Criciúma no telão do Majestoso.

Criciúma manteve superioridade no segundo tempo

Assim como no primeiro tempo, o Criciúma voltou do intervalo tomando as iniciativas do jogo. Fellipe Mateus assustou os marcilistas logo aos dois minutos. Após bate-rebate na área, a bola sobrou nos pés do meio-campo. Ele finalizou com a perna direita e mandou por cima do gol defendido por Belliato.

Marquinhos Gabriel finalizou mais uma vez aos 11 minutos. De perna esquerda e de fora da área, ele soltou um chute frontal, forçando boa defesa de Belliato. Na sobra, a zaga do Marinheiro afastou o perigo.

O Marcílio Dias quase diminuiu aos 23 minutos e parou em uma grande defesa de Gustavo. Em um bate e rebate na área, Felipe Manoel desviou de cabeça e o goleiro do Criciúma que ao passnado da bola, saltou para desviar com a ponta dos dedos.

Do lado do Marcílio, foi a vez de Belliato aparecer. Marquinhos Gabriel levantou cobrança de falta na grande área e ninguém marcou o zagueiro Rodrigo, que apareceu sozinho para testar firme. Para a sorte do Marinheiro, Belliato estava atento e defendeu. A zaga terminou de afastar o perigo.

Antes do apito final, outras duas chances de gol, uma para cada equipe. Aos 36 minutos, Renato Kayzer bateu cruzado, mas Marquinhos Gabriel chegou atrasado na jogada. Já pelo lado do Marcílio, Alex Oliveira recebeu a bola de Victor Guilherme e finalizou rasteiro. Walisson Maia esticou a perna e evitou o gol do camisa 17 do Marinheiro. Depois de quatro minutos de acréscimos, o árbitro Gustavo Ervino Bauermann determinou o fim de jogo.

Mais de 10 mil torcedores acompanharam a decisão de Recopa Catarinense – Foto: Celso da Luz/Assessoria de Imprensa do Criciúma E.C.

Ficha técnica para Criciúma 2Marcílio Dias

Competição: Recopa Catarinense

Data: Terça-feira, dia 16 de janeiro de 2024.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Horário: 21h30.

Arbitragem: Gustavo Ervino Bauermann apitou o jogo, auxiliado por Kleber Lúcio Gil e Fabiano Coelho da Silva.  Luiz Augusto Silveira Tisne atuou como quarto árbitro.

Público: 10.037 torcedores

Renda: R$ 194.660

Gols: Felipe Vizeu (32’ 1°T) e Eder (40’ 1ºT) (CRI)

Cartões vermelhos: Não teve

Cartões amarelos: Barreto e Baltasar Barcia (CRI);Rafael Carioca e Sandro (MAR);

 

Criciúma: Gustavo; Jonathan, Rodrigo, Maia e Hermes; Barreto, Fellipe Mateus (Eliedson)Claudinho (Baltasar Barcia) e Marquinhos Gabriel (Guilherme Silva); Vizeu (João Carlos) e Éder (Renato Kayzer).

Técnico: Claudio Tencati

Marcílio Dias: Belliato; Felipe Santos (Victor Guilherme)Silvio, Sandro e Rafael Carioca (Felipe Santana); Felipe Manoel, Matheus Neris (Poffo), MarquinhosJuninho Tardelli (Rafael Rech)Wendel Alex (Alex Oliveira)e Zé Eduardo.

Técnico: Waguinho Dias

Fonte: Engeplus
- Anúncio -