Prestação de contas de 2023 e investimentos para 2024 são aprovados pelos associados da Cegero

6
O lucro líquido da Cooperativa em 2023 foi de R$ 5,5 milhões, um percentual de 30% a mais se comparado ao ano de 2022, que foi de R$ 4,2 milhões.

Foram aprovados por unanimidade pelos associados da Cooperativa de Eletricidade de São Ludgero (Cegero), a prestação de contas de 2023 e os investimentos para o ano de 2024 durante Assembleia Geral Ordinária, realizada na noite de sexta-feira, 22 de março, no Auditório Danilo Niehues. Também, na mesma noite foram aprovadas as contas e investimentos da Cooperativa de Geração e Desenvolvimento de São Ludgero (Cegero GD) e as contas da Associação Social e Recreativa Cegero (Associação Cegero).

Os associados que marcaram presença durante as assembleias assistiram a dois vídeos, um em relação às estruturas disponíveis para aluguel da Associação Cegero e outro relacionado aos investimentos e as conquistas alcançadas durante o ano de 2023 pela Cegero e Cegero GD.

- Anúncio -

A Cegero fechou o ano de 2023 com 7.076 unidades consumidoras, um percentual de crescimento de 3,12% se comparado ao ano de 2022. O lucro líquido da Cooperativa em 2023 foi de R$ 5,5 milhões, um percentual de 30% a mais se comparado ao ano de 2022, que foi de R$ 4,2 milhões.

Após as destinações estatutárias obrigatórias, o valor de R$833.962,15 foi o montante de sobras líquidas que coube aos associados deliberarem, os quais aprovaram por unanimidade a sugestão do Conselho Administrativo de destinaram R$277.987,38 ao Fundo de Assistência Técnica Educacional e Social (FATES) que vem beneficiando ao longo dos anos entidades a exemplo da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Hospital Santa Teresinha, Unidade Sanitária Básica Central de Saúde Noemy Sombrio Pereira, Pastoral Social e demais projetos vinculados aos princípios cooperativistas. Já o valor de R$ 555.974,77 foi aprovado para destinar ao Fundo de Reserva para Expansão e Melhorias.

Em 2024, a Cegero seguirá investindo em melhoria contínua, seja na qualificação profissional dos colaboradores em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop), na manutenção das certificações ISO9001 e ISO14001 que contribuem diretamente na excelência em gestão, em tecnologia da informação e equipamentos. Além disso, segue com seu planejamento estratégico de melhorias diversas em redes buscando elevar ainda mais a eficiência e qualidade nos serviços prestados aos associados.

É meta da Cegero, juntamente com a Cerbranorte, para o ano de 2024 também, se o tempo colaborar, concluir a execução da linha de distribuição/transmissão de 138 kV, circuito duplo, com uma extensão de 30,3 quilômetros entre as duas Subestações, localizadas no município de Braço do Norte, e a Subestação da EDP Transmissão Litoral Sul S.A., localizada no município Treze de Maio. É importante pontuar que este item foi detalhado durante a assembleia e sanada todas as dúvidas.

Outra ótima notícia que foi celebrada durante a realização das assembleias gerais, é que a Cegero em 2023 continua no ranking das distribuidoras de energias do Brasil que praticam os valores mais baratos do país. Além disso, em relação à qualidade dos serviços prestados e satisfação dos consumidores, em pesquisa realizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Cegero concluiu o ano como 5ª melhor distribuidora de energia elétrica entre 104 empresas avaliadas no Brasil.

Quando o tema é distribuição, a Cegero fechou o ano de 2023 com o setor industrial consumindo 77,10% da energia, o setor residencial 10,45%, o rural 6,38%, o comercial 4,61% e outros 1,41%. A perda foi de 4,42%, uma das mais baixas do Brasil devido aos investimentos contínuos realizados em melhorias.

Além da aprovação das contas e dos investimentos, Henry Roetger Silva, Renato Stang e Júlio Cesar Schlickmann foram eleitos, também por unanimidade, conselheiros fiscais efetivos e Willyam Kestering Esser, Osni Estevão Júnior e Ricardo Gesser Leal conselheiros fiscais suplentes.

Já em relação ao pró-labore do presidente ficou aprovado por unanimidade para 2024/2025 o valor de R$ 19.428,96 (bruto), aplicando a correção da inflação (IPCA de 4,62%), e permanecendo o valor de R$ 1.100,00 (bruto) para a cédula de presença aos demais membros do Conselho Administrativo e Conselho Fiscal.

O presidente Francisco Niehues Neto, o Chico, enaltece a participação dos associados nas assembleias, o empenho dos funcionários no desempenhar das funções e o comprometimento dos membros do Conselho de Administração e Conselho Fiscal com a responsabilidade e a transparência. “Gratidão a todos e seguimos praticando o verdadeiro cooperativismo com responsabilidade, transparência e isonomia”, resumiu.

Prestação de contas de 2023 e investimentos para 2024 são aprovados pelos associados da Cegero

Fonte: Repórter Sul