Prefeito de Urussanga, dois vereadores e servidor comissionado são presos em operação policial

3
Foto: Divulgação/Polícia Civil

O prefeito de Urussanga, Gustavo Cancellier (PP), foi preso preventivamente na manhã desta terça-feira, dia 16. A Polícia Civil deflagrou a segunda fase da Operação Terra Nostra, que apura crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, uso indevido da renda pública e contratação direta fora de hipóteses legais. Além do prefeito, dois vereadores e um servidor comissionado exonerado na última sexta-feira, dia 12, foram presos, também de forma preventiva.

Conforme a Polícia Civil, as investigações indicam que foram adquiridos dois imóveis com valores superfaturados, sendo tais fatos corroborados por meio dos trabalhos periciais. Além das prisões, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão, sequestro de valores e afastamento de servidores da função pública.

- Anúncio -

Segundo a Polícia Civil, as penas dos delitos investigados, se somadas, podem chegar a 33  anos de reclusão. As investigações continuam para verificar o envolvimento de outras pessoas.

Até o momento, a Prefeitura de Urussanga não se manifestou sobre a operação.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Fonte: Engeplus