Prefeito de Urussanga consegue prisão domiciliar após infarto na prisão

0
Foto: reprodução/SC Todo Dia

O prefeito de Urussanga, no sul de Santa Catarina, Luiz Gustavo Cancellier, teve a prisão domiciliar concedida pela Justiça após sofrer um infarto na penitenciária de Criciúma, onde estava preso desde 16 de abril. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (24) pelo desembargador Antonio Zoldan da Veiga, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC).

Cancellier, de 53 anos, sofreu o infarto na quinta-feira (23) e foi levado ao posto de saúde do presídio, onde recebeu atendimento médico e foi liberado. Em seguida, sua defesa entrou com um pedido de prisão domiciliar, argumentando o estado de saúde e o histórico familiar do prefeito, cujo pai faleceu aos 52 anos devido a um infarto. O Ministério Público de Santa Catarina (MP-SC) se opôs ao pedido, mas a Justiça concedeu a prisão domiciliar baseada nas condições médicas de Cancellier.

- Anúncio -

Luiz Gustavo Cancellier, afastado do cargo, deve apresentar exames médicos em até 10 dias para atualizar seu estado de saúde. A decisão judicial determina que ele cumpra a pena em casa, mas Cancellier só pode sair para consultas e procedimentos médicos. A medida terá validade de 45 dias, quando será reavaliada pelo TJ-SC.

Cancellier está no seu segundo mandato como prefeito de Urussanga e já havia sido afastado do cargo em 2021 por acusações de superfaturamento de serviços públicos. Em dezembro de 2022, foi alvo da Operação Wotan, que investigava corrupção ativa, mas acabou inocentado. Sua prisão mais recente, em abril deste ano, ocorreu no âmbito da Operação Terra Nostra, que apura compras irregulares de terrenos pelo município.

Foto: reprodução/SC Todo Dia

Fonte: SCTODODIA