Polícia Civil de Lauro Müller, com apoio da Polícia Civil de Orleans prende suspeita de ter contratado a morte do marido

12

A Polícia Civil passou a investigar o caso. O casal foi ouvido e o homem descobriu que a mulher havia sacado R$ 6.500 da conta conjunta que tinham. Foi identificado que a porta da casa estava aberta no dia do crime. Já a porta que dá acesso aos quartos possui um modo específico de abrir, conhecido somente pelos donos.

Os cães não fizeram barulho, assim é indicado que os suspeitos tenham seguido por um caminho conhecido. A vítima gravou sua esposa confessando que havia entregue o dinheiro para uma pessoa que ameaçava sua família. Porém, uma fonte informou a Polícia que, na verdade, o dinheiro foi entregue para os homens que tentaram o assassinato.

- Anúncio -

A mulher tentou ainda apresentar uma nova versão, dizendo que tinha comprado uma motocicleta escondida do marido para o filho do casal e estava sendo extorquida para que não contassem. Citou que estava separada do marido e vivendo uma união estável há três meses com uma pessoa de Urussanga.

A investigação apurou que o objetivo da morte seria para conseguirem o seguro de vida do homem. A mulher foi presa temporariamente, devido a possibilidade de homicídio duplamente qualificado. Foram aprendidos ainda dinheiro em espécie, um aparelho celular e munições calibre .22. Se condenada, a pena poderá ser de 12 a 30 anos.

Fonte: 4Oito

Por: Deivis W. Fernandes / RCNoticia