Não consigo engravidar! O que pode ser?

9

Dr Richard Coan Cardoso, médico ginecologista e obstetra dá detalhes de algumas doenças que podem dificultar a concepção

- Anúncio -

Antes de falarmos em fertilidade, temos que saber que a chance de um casal ter êxito em engravidar durante um mês é de cerca de 20%. Sim a taxa não é tão alta como muitos pensam. Então, engravidar não é tão fácil quanto parece. Antes de um casal tentar engravidar, é importante que tanto a mulher quanto o homem passem por uma série de exames chamados pré-concepcionais. Essas avaliações serão as responsáveis por detectar se existem problemas de saúde que possam atrapalhar os planos de gerar um filho. Vou enumerar algumas principais doenças que podem acometer uma mulher dificultando a fertilidade.

Doenças femininas

1 – Endometriose

É caracterizada pela presença do endométrio (tecido responsável por revestir a cavidade uterina) fora do útero. “É como se se fosse uma menstruação fora do lugar”. Nesse caso, a saúde das tubas é comprometida, tal como a mobilidade delas. Assim, elas não têm boa capacidade de encaminhar o óvulo até o útero.

A doença não tem cura, mas tem tratamento. Para diagnosticar o problema, pode ser realizado o exame de sangue do marcador CA-125 no início do ciclo menstrual, além de ultrassonografia e ressonância magnética. Também pode ser indicada a realização de biópsia por videolaparoscopia.

2 – Doenças da Tireóide (Hipotireoidismo e hipertireoidismo)

Ambos são disfunções da glândula chamada tireoide, responsável por controlar diversas funções no organismo humano. O hormônio estimulador da tireoide (TSH), fabricado pela hipófise (que fica no cérebro), tem influência no processo de ovulação, fundamental para a concepção. Por isso, quando é secretado em menor ou maior quantidade, impacta a capacidade reprodutiva.

3 – Distúrbios na hipófise

Quando as funções da hipófise estão prejudicadas, ocorre o excesso de produção de um hormônio chamado prolactina, responsável por estimular a produção do leite materno. O tratamento pode ser feito com medicamentos ou então cirurgias, mais raras.

4 – Ovulação desregulada

“Embora menstrue mensalmente, não necessariamente a mulher ovula”. Nesse caso, ela não tem chance de engravidar –e isso nada tem a ver com o uso prolongado de anticoncepcionais.

O problema aparece, geralmente, em mulheres com idade reprodutiva avançada (pois a qualidade do processo ovulatório cai, tal como a dos óvulos) e nas que apresentam ciclos menstruais muito irregulares.

No caso desse problema, uma saída é acompanhar, em casa, o andamento da ovulação. Hoje existem testes de farmácia, chamados de teste de fertilidade, capazes de detectar se aquele dia é mais ou menos favorável para a concepção.

5 – Síndrome dos ovários policísticos

Marcada pelo desenvolvimento de pequenos cistos nos ovários, impacta a regularidade da menstruação, pode provocar o aparecimento de muita acne e obesidade, além de comprometer a fertilidade. Para tratar o problema, os médicos podem optar por remédios que induzem a ovulação, inseminação artificial ou a indicação do método de coito programado.

Todas essas doenças devem ser avaliadas e tratadas por um especialista na área, no caso da mulher o Ginecologista e Obstetra. Se está com dificuldades para engravidar procure seu médico e inicie um tratamento.

Dr Richard Coan Cardoso- médico Ginecologista e Obstetra- CRM/SC 18872

Postado por: Gelson Padilha/RCNoticia