Home Destaque Moradora de Imbituba é vítima de fotomontagens pornográficas

Moradora de Imbituba é vítima de fotomontagens pornográficas

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Civil do Distrito Federal (DRCC/PCDF) cumpriu nessa quinta-feira (22) mandado de busca e apreensão na casa de um homem acusado de fazer montagens digitais de mulheres, contendo cenas de nudez e sexo. A vítima reside em Imbituba e a operação, batizada como Deep Nude, é consequência de uma investigação conduzida pela Polícia Civil de Santa Catarina.

De acordo com a apuração policial, a mulher teria recebido fotomontagens com cenas pornográficas dela mesma por meio de uma rede social. O suspeito a teria constrangido e a ameaçado de morte, segundo as investigações. Após o Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina expedir autorização judicial, foi encaminhada Carta Precatória para o cumprimento do mandado de busca e apreensão no DF.

- Advertisement -

Na residência do homem, os investigadores da DRCC apreenderam celulares e computadores. Os aparelhos serão encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC) para perícia criminal. “Aquele que divulga fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia, ainda que manipulada por software, estará incurso nas penas do artigo 218-C do Código penal, cuja pena é de reclusão, de um a cinco anos”, frisou o delegado Dário Freitas, da DRCC. Por enquanto, o caso segue em investigação e o suspeito não foi detido.

Há punição para aqueles que também fazem montagens em fotografia, vídeo, áudio ou qualquer outro registro com o fim de incluir pessoas em cena de nudez ou ato sexual ou libidinoso de caráter íntimo e para os que utilizam algum software para criação da imagem e, posteriormente, a expõe à venda ou produz sua divulgação.

Fonte: SulAgora

Por: Deivis W. Fernandes / RCNoticia

- Anúncio -