Moisés vai se reunir com produtores rurais na quinta-feira

2

Nem mesmo o líder do Governo Moisés na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), o deputado Maurício Eskudlark (PR), concorda com a elevação nos impostos de produtos da cesta básica. Durante entrevista ao Programa Adelor Lessa, citou que haverá uma reunião nesta semana, para tentar definir soluções envolvendo o ICMS, entre o governador Carlos Moisés (PSL) e produtores rurais.

“Essa reunião, segundo o secretário Douglas Borba, está marcada para quinta-feira. Eu disse para ele que pelo desconforto gerado, essa reunião deveria ser antecipada, mas segundo ele já estava agendada e assim deve acontecer”, citou Eskudlark. “Entendo que o Governo precisa dar uma resposta rápida a sociedade e ao setor produtivo”, completou o deputado.

- Anúncio -

Conforme o líder do Governo, a administração vinha tomando boas medidas relacionadas com a economia, mas neste caso é preciso ter cuidado, acabando com as desigualdades entre empresas do mesmo setor e não cortando os benefícios para todo um segmento. Para ele, é preciso retomar o diálogo e dar uma resposta para todos.

“Tem que voltar ao que tava, a taxação tem que ficar zero. É acabar com as diferenças e com as discrepâncias. Nós temos um setor com 700 empresas e não pode que duas ou três tenham um tratamento diferenciado”, afirmou o deputado. Acredita que é fundamental acabar com os benefícios específicos.

Defensivo ou veneno?

Ainda comentou sobre os termos utilizados pelo governador Carlos Moisés quando se refere aos produtos utilizados nas lavouras, por vezes chamado de veneno. “É uma informação muito grave, porque o defensivo agrícola é uma evolução da produção, é um medicamento. Eu vejo que estão levando ao governador informações e expressões que não condizem com o momento que está acontecendo”, concluiu.

Fonte: 4Oito

Por: Deivis W. Fernandes / RCNoticia