Home Destaque Macaco morreu por febre amarela

Macaco morreu por febre amarela

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) confirmou que a morte de um macaco encontrado Pedras Grandes foi em decorrência do vírus da febre amarela.

A coleta da amostra do bugio, para a realização do exame, ocorreu no dia 24 de novembro.

- Advertisement -

Com isso, o Estado soma 625 casos de epizootias (ocorrência de um determinado evento em um número de animais ao mesmo tempo e na mesma região) notificadas somente nesse ano, das quais 137 foram confirmadas com febre amarela.

Em relação aos casos humanos, houve o registro de oito casos da doença, com três óbitos. Nenhum tinha registro de vacina contra a doença.

O período de maior transmissão da febre amarela ocorre entre os meses de dezembro a maio, devido às condições climáticas e ambientais favoráveis para reprodução do mosquito transmissor da doença. “E mais uma vez acende um alerta para toda população e para o poder público.

É momento de reforçar as medidas de vigilância e prevenção da doença”, destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor da Dive-SC.

A vacina é a melhor maneira de prevenir a febre amarela. Todos os moradores de Santa Catarina, a partir dos nove meses de idade, devem ser vacinados contra a doença.

A dose está disponível nos postos de saúde.

 

 

 

- Anúncio -