Macaco é encontrado morto em Morro da Fumaça; Dive investiga suspeita de febre amarela

0
185

Na manhã deste sábado (6), foram coletados amostras para exame, que deve ficar pronto em 30 dias.

Macaco é encontrado morto em Morro da Fumaça; suspeita de febre amarela é investigada 

Um macaco bugio foi encontrado morto em Morro da Fumaça, no Sul catarinense, na última sexta-feira (5). Segundo a prefeitura, equipes da Vigilância Epidemiológica e da Gerência Regional de Saúde iniciaram na manhã deste sábado (5) as análises para verificar se a morte foi causada por febre amarela.

- Anunciante -

Ainda conforme a prefeitura, o animal foi encontrado numa área de mata na localidade de Linha Frasson. Durante a manhã deste sábado foram colhidas amostras amostras de material genético foram coletadas e encaminhadas para o Laboratório de Saúde Pública (Lacen), em Florianópolis. De lá, serão levadas ao Laboratório da Fiocruz, no Paraná. O resultado será divulgado em 30 dias, de acordo com a prefeitura.

“A maioria das vezes o primeiro a ser afetado é o macaco, então ele é o nosso principal alerta. Quando se encontra um macaco morto pedimos para que toda a população nos informem as unidades de saúde para que nossas equipes de entomologia, junto com os veterinários possam fazer as análises”, afirma o gerente regional de Saúde, Fernando de Faveri.

Em Santa Catarina, na quinta-feira (4) foi confirmada a primeira morte de macaco por febre amarela no estado. O primata, da espécie bugio, foi encontrado por um morador em Garuva, no Norte. A instituição reforça que os macacos não são transmissores da doença.

Em 28 de março, a diretoria confirmou o primeiro caso de febre amarela contraído dentro do estado em um humano, com morte. O paciente era um homem de 36 anos que não havia se vacinado. Ele morava em Joinville, também Norte do estado.

Vacina

A Dive reforça à população catarinense que todas as pessoas acima dos 9 meses de idade devem tomar a vacina contra a febre amarela, que protege para toda a vida.

Quem ainda não foi imunizado por procurar uma sala de vacina para receber a dose gratuitamente. Uma campanha de vacinação contra a doença vai até 20 de abril.

Fonte: G1 SC

Por: Gelson Padilha/RCNoticia

- Anunciante -