Home Política Jorginho Mello assume o comando em aberto na Casa Civil em 2024

Jorginho Mello assume o comando em aberto na Casa Civil em 2024

O governador Jorginho Mello (PL) optou por adiar para o ano de 2024 a substituição de peças-chave no secretariado, uma transição que vem sendo sinalizada desde o final do ano passado. Dentre as alterações planejadas, uma das mais marcantes envolve a mudança de liderança na Casa Civil, considerada o centro estratégico do governo.

stêner Soratto, secretário que respondia pela pasta, já atualizou o perfil das redes sociais. Aparece como deputado estadual, cadeira que reassume na Alesc.

- Advertisement -

Até segunda-feira (1º) à noite, no entanto, sua exoneração ainda não havia sido publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

Além do peso que tem a Casa Civil para o governo, a mudança de nomes à frente da secretaria é a mais aguardada da “reforma administrativa” porque o mais cotado para assumir a pasta é o filho zero-dois do governador Jorginho Mello, o advogado Filipe Mello.

A confirmação de Filipe para a pasta parece consolidar um movimento que já se desenha nos bastidores. Desde o início do governo, ele tem desempenhado um papel informal nas articulações, envolvendo-se em questões judicializadas, como a alteração nas regras para eleições de diretores nas escolas e o programa Universidade Gratuita.

Embora a possível data para as trocas no secretariado seja 8 de janeiro, coincidindo com o aniversário do atentado às sedes dos três poderes, essa sincronia não é bem vista nos bastidores e pode levar a antecipações ou adiamentos nas nomeações. O governador demonstra o desejo de não prolongar muito as substituições que considera necessárias, incluindo áreas como Segurança Pública e Defesa Civil, visando concluir o período de transição e ajustes antes do início do novo ano legislativo.

Foto: Tiago Ghizoni/SCTodoDia

Fonte: SCTODODIA

- Anúncio -