Home Política Grande número de casos de gravidez na adolescência preocupa vereadoras de Orleans

Grande número de casos de gravidez na adolescência preocupa vereadoras de Orleans

Durante a Sessão Ordinária de segunda-feira, dia 10 de maio, a vereadora presidente Mirele Debiasi, ao fazer uso da tribuna comentou sobre a importância da saúde do município em oferecer médico público para que as mulheres possam ter acesso a colocação do DIU e se necessário realizar laqueaduras. O assunto que foi inicialmente levantado pela vereadora Marlise Zomer, foi também comentado pela vereadora Maiara Dal Ponte Martins, ambas frisaram a necessidade de orientação e ações que ressultem inclusive na diminuição dos casos de gravidez entre adolescentes no munícipio.

Conforme a vereadora Mirele Debiasi, a disponibilidade deste tipo de serviço é fundamental para que as mulheres possam evitar uma gravidez indesejada, ou até mesmo para reduzir os números de casos de gravidez na adolescência que é o caso da colocação do DIU.

- Advertisement -

“É um assunto que realmente precisamos trabalhar no município. Há várias meninas de 13 anos, alunas do colégio, tendo filhos. Na quinta-feira próxima acontecerá uma reunião com setor da saúde, social, rede feminina, entre outros com objetivo de ver formas de prevenção da gravidez na adolescência”, comenta Mirele.

Atualmente no município a gente tem visto dificuldade bastante grande para mulheres ter acesso a laqueadura e também nós não temos um médico que faça a colocação do DiU. Nós temos a disponibilidade do DIU de forma gratuita no posto. Acaba que a mulher tem que pagar cerca de 700 a mil reais para obter o serviço, o que acaba dificultando bastante as mulheres para evitar a gravidez precoce”, frisa.

Mirele ainda convida as colegas vereadoras para participarem da reunião.

A vereadora Marlise Zomer também comentou o assunto ressaltando “Gostaria de comentar sobre um caso sério que é a gravidez entre adolescentes no munícipio. Tenho percebido muitos casos de mães adolescentes em minhas visitas pela comunidade. São meninas de 14 anos com dois filhos e de 21 com três filhos”, frisa sugerindo que seja realizado ações para que esses números possam ser reduzidos.

A vereadora Maiara Dal Ponte Martins, comentou que o assunto é muito importante. Estive a dias atrás conversando com o secretário de Saúde sobre o assunto. É um assunto que me intriga a anos. Pois nós temos dois ginecologistas na rede pública e os dois não colocam o DIU pela rede pública.  A muitas adolescentes grávidas, nós vimos isso porque realizamos os planejamentos familiares. Nós precisamos trabalhar o assunto e termos um profissional capacitado para a colocação do DIU” ressalta Maiara Dal Ponte Martins, que atua como profissional no setor da saúde.

- Anúncio -