Home Esporte Em partida discreta de ambas as equipes, Criciúma vence o Barra

Em partida discreta de ambas as equipes, Criciúma vence o Barra

Em um jogo com uma atuação discreta de ambas as equipes, se sobressaiu quem conseguiu fazer um gol na vontade. Foi aos trancos e barrancos, se jogando na bola, que Felipe Vizeu balançou a rede na noite desta quarta-feira, dia 7, no estádio Heriberto Hülse, e deu a vitória par o Tigre sobre o Barra pelo placar de 1 a 0, jogo da sexta rodada do Campeonato Catarinense.

Com mais três pontos, o tricolor carvoeiro segue na liderança isolada do estadual e volta ao gramado na segunda-feira de Carnaval, dia 12, quando visita o Avaí na Ressacada. O Pescador perdeu uma posição na tabela, caindo de quinto para sexto e no próximo sábado, dia 10, recebe o Concórdia, no Gigantão das Avenidas, em Itajaí.

- Advertisement -

Superioridade carvoeira na primeira etapa

Com poucos minutos de jogo o Barra se aventurava nas bolas longas e desta maneira assustou a defesa do Criciúma quando o goleiro Ewerton quase deu uma assistência. Na saída de bola ele lançou Adilson Bahia aos dois minutos e o atacante ia saindo na cara do gol do Tigre. Gustavo se adiantou e conseguiu chutar para fazer o corte.

Mas era o time carvoeiro quem dominava o primeiro tempo, mantendo a posse de bola e posicionado no campo de ataque. O Tigre ficou muito perto de balançar a rede aos 11 minutos. Claudinho dividiu bola no meio-campo e ficou com ela, ele avançou, invadiu a área e tocou para Felipe Vizeu. Na marca de pênalti, o camisa nove tentou a finalização e pegou mal.

O Tigre diminuiu a intensidade e o Pescador conseguiu a primeira finalização com 19. Gelson recebeu na entrada da grande área e chutou rasteiro. Gustavo caiu para sujar o uniforme no primeiro lance que lhe exigiu trabalho.

A investida do adversário acordou o Criciúma, que reagiu no minuto seguinte. Claudinho fez um cruzamento perfeito na cabeça de Renato Kayzer. O atacante conseguiu testar, mas a finalização saiu por cima da trave defendida pelo Barra, levantando a torcida tricolor.

Jogo truncado

Poucas eram as oportunidades de finalização para os dois lados. O Criciúma travava em um Barra recuado, enquanto o time de Balneário Camboriú parava os lances com faltas. Por conta disso, o Tigre buscava as bolas aéreas. Aos 31 minutos Rodrigo levantou bola na área do Barra e Muriel apareceu para fazer o corte e quase mandar a bola contra o próprio gol.

A partida era tão truncada e faltosa que em cinco minutos a arbitragem aplicou três cartões amarelos para Barcia, Murilo e Claudinho. Com a bola rolando, o Criciúma continuava mais perto do gol. Aos 37 minutos, Renato Kayzer tocou de primeira para Felipe Vizeu avançar pelo lado direito da ataque. O camisa nove fez o cruzamento para a pequena área onde Renato Kayzer chegava para finalizar. A zaga do Pescador apareceu antes para fazer o corte.

Claudinho em jodo entre Criciúma e Barra – Foto: Celso da Luz/Criciúma E.C.

Em lance parecido, o Tigre chegou mais uma vez antes do intervalo. Com 42 minutos, Barcia viu Claudinho chegando nas costas da marcação e fez o lançamento. O lateral escorou de cabeça para o meio da pequena área e, de novo, a defesa do Barra afastou. A primeira etapa acabou com placar fechado.

Barra assusta e Criciúma marca

O Barra só não abriu o placar logo que a bola rolou no segundo tempo por falta de capricho. Com menos de dois minutos após a volta do intervalo, o Pescador avançou em velocidade e a defesa do Criciúma não viu Muriel avançando sozinho pelo lado direito. O lateral invadiu a grande área e finalizou na saída de Gustavo, mas tirou demais e colocou para fora.

Se o Barra assustou, o Criciúma desencantou. Aos nove minutos da segunda etapa, Fellipe Mateus recebeu na grande área, deu um giro e deixou dois marcadores para trás. O meia fez o cruzamento e Felipe Vizeu, como manda o manual do centroavante, se atirou a bola para mandar para a rede de qualquer maneira e fazer 1 a 0 a favor do time carvoeiro.

Depois do gol do Criciúma, o jogo perdeu em qualidade e intensidade. Até os 33 minutos no cronômetro, nenhuma das equipes finalizou no gol. Foi quando Emerson Júnior parou em grande defesa de Gustavo. O volante recebeu a bola na meia-lua da grande área do Tigre e finalizou no canto esquerdo do goleiro carvoeiro, que se esticou para mandar para a linha de fundo.

Nos minutos finais da partida, o Pescador ainda tentou buscar o empate e fez uma pressão. Aos 50 minutos, Rodrigo tentou afastar a bola cruzada pelo ataque do Barra e quase fez contra. No fim, sem mais gols no Majestoso e vitória da equipe dona da casa.

Ficha técnica para Criciúma 1 x 0 Barra 

Competição: Campeonato Catarinense6ª rodada

Data: Quarta-feira, dia 7 de fevereiro de 2024.

Local: Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC).

Horário: 20 horas

Público total: 10.492 torcedores

Renda bruta: R$ 190.200,00

Arbitragem: O árbitro Fernando Henrique de Medeiros Miranda comandou o apito. Ele foi auxiliado por André Eduardo da Silveira e Adriano Paulo Vieira Júnior. O quarto árbitro foi Roberto Natanael Ferreira.

Cartão amarelo: Barcia e Claudinho (CRI); Murilo, Vitão e Matheus Carvalho (BAR)

Cartão vermelho: Não teve

Gols: Felipe Vizeu (9’ 2ºT)

Criciúma: Gustavo; Claudinho (Yerson Candelo), Rodrigo, Wallison Maia e Marcelo Hermes; Barcia (Jonathan), Barreto, Meritão e Fellipe Mateus (Adrianinho)Renato Kayzer (João Carlos) e Felipe Vizeu (Eliedson).

Técnico: Cláudio Tencati.

BarraEwerton; Muriel (Marcelinho), Vitão, Wesley Matos e Kaike; Gelson (Emerson Júnior), Roldan, Ricardo Luz e Murilo Cavalcante (DG)Matheus Carvalho (Thiaguinho) e Adilson Bahia (Alex Henrique).

Técnico: Eduardo Souza

Fonte: Engeplus
- Anúncio -