Dengue em SC: Saúde ressalta cuidados com a doença após chuvas

2
Foto: Divulgação/Internet

Santa Catarina já tem mais de 150 mil casos prováveis de dengue em 274 municípios. Além disso, 84 óbitos pela doença já foram confirmados. Esses dados foram divulgados no informe epidemiológico, dessa quarta-feira, 17, que revela também que o estado possui 31.192 focos do mosquito Aedes aegypti espalhados em 241 municípios, sendo que 161 deles já são considerados infestados pelo mosquito.

Confira o informe epidemiológico aqui.

- Anúncio -

Por conta desses números e das fortes chuvas que acometeram o estado na última semana, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça os cuidados em lugares com água parada que podem servir de criadouros do mosquito Aedes aegypti. “É importante verificar a presença de materiais como lixos, sucatas, materiais de construção, baldes, que possam ter acumulado água da chuva e assim eliminá-los, evitando que sirvam de novos criadouros para o mosquito”, alerta Tharine Dal-Cim, bióloga da DIVE/SC.

A eliminação de locais com água parada continua sendo a melhor medida de prevenção contra a doença. “Reservando dez minutos do dia para eliminar esses locais, evita que eles sejam propícios para a proliferação do mosquito. O estado continua com alta incidência de casos de dengue, então é fundamental que esses cuidados sejam redobrados nesse momento, para evitar assim uma maior transmissão da doença”, finaliza a bióloga.

Prevenção

– Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
– Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
– Mantenha lixeiras tampadas;
– Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
– Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
– Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
– Mantenha ralos fechados e desentupidos;
– Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
– Retire a água acumulada em lajes;
– Limpe as calhas, evitando que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;
– Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
– Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

Confira dicas para ajudar na prevenção da dengue aqui.

Foto: Divulgação/Internet

Via Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)