Corpo de Bombeiros recomenda que haja cuidados específicos, para evitar afogamentos

23

Orientações sobre cuidados em rios, cachoeiras, lagoas e praias precisam ser redobrados 

Ano novo, férias, momento em que muitos aproveitam para deslocarem-se até praias, rios, represas e cachoeiras, pois com as temperaturas em elevação, muitas pessoas procuram formas de amenizar o calor com banhos em rios, lagoas e praias. Porém, os mergulhos exigem cuidados. Crianças e adolescentes, por exemplo, precisam ser observados de perto pelos pais ou responsáveis. “Crianças precisam estar sempre a um braço de distância dos responsáveis. Aconselha-se também o uso de coletes salva-vidas”, informa o Corpo de Bombeiros.

- Anúncio -

Em relação aos adultos, também são necessários cuidados ao mergulhar em mares, lagos e rios. Deve-se ficar atento para não entrar na água após as refeições e também no caso de ter ingerido bebidas alcóolicas.

A maior incidência de mortes por afogamentos está associada à ingestão de bebida alcóolica. As pessoas perdem a noção de perigo, as habilidades de natação ficam reduzidas e, em caso de afogamento, a recuperação da vítima é muito difícil”, alertam os bombeiros.

Caso os viajantes consumam bebidas alcoólicas ou ingiram uma grande quantidade de alimento, também é recomendado que não entrem na água. “O uso de bebidas alcoólicas deve ser evitado nesses locais, pois o consumo dessas bebidas encoraja as pessoas a tomarem atitudes perigosas”.

Para evitar acidentes, procure se banhar próximo aos postos de guarda-vidas, ou que tenha adultos que saibam nadar, verifique as condições do local onde pretende mergulhar e não deixe a água ultrapassar a linha da cintura.

MAIS DICAS PARA SEGURANÇA NO VERÃO – CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA:

Alerta!
Guarda-Vidas ativados; as bandeiras das condições da praia; as praias com acessibilidade; a balneabilidade (água própria ou imprópria para banho) e se há a ocorrências com água-vivas;

Ao chegar na praia procure ficar o mais próximo de um posto de Guarda-Vidas;

Observe a bandeira do posto, sendo que: bandeira vermelha indica “alto risco”, bandeira amarela “médio risco” e bandeira verde “baixo risco” (lembrando que mesmo com a bandeira verde sempre existe o risco de afogamento) e a bandeira lilás indica a presença de “águas-vivas”;

  • observe também a bandeira na faixa de areia, sendo que a bandeira vermelha  indica “ local perigoso”, ou seja, naquele local existe um risco diferenciado (buracos, corrente de retorno, entre outros perigos), e bandeira verde indica local mais adequado para banho;
  • Ficou alguma dúvida? Quer mais orientação? Pergunte aos Guarda-Vidas ;
  • Respeite os Guarda-Vidas, eles estão trabalhando voluntariamente para te ajudar com orientalizações de prevenção e podem salvar a sua vida em casos de emergência;
  • Ao entrar na água a referência que deve-se ter é: “água no umbigo é sinal de perigo”, pois uma pequena onda poderá fazer você perder o equilíbrio;
  • Se você se encontrar em uma corrente de retorno, mantenha a calma e nade paralelo a praia. Nadar contra a correnteza somente fará com que você perca a força e fique cansado;
  • Se você for entrar na água tenha alguém te observando, sempre que possível. Por mais que saiba nadar, você pode ser acometido de um mal estar ou mal súbito, podendo se afogar;
  • NÃO ande nos costões, você pode escorregar e cair no mar;
  • Se você ingeriu bebida alcoólica ou fez uma refeição recentemente, NÃO entre na água, aproveite a faixa de areia;
  • Se você estiver com criança, ou pessoas com alguma vulnerabilidade, tem nos postos de Guarda-Vidas pulseirinhas de identificação, é só pedir ao chegar na praia;
  • Se você foi queimado por água-viva tem nos Postos de Guarda-Vidas vinagre, procure;
  • Se você presenciar um afogamento chame os Guarda-Vidas; ligue 193; lance algum objeto flutuante para a vítima e jamais tente nadar para salvá-la! Lembre-se que mesmo você sabendo nadar, para resgatar uma vítima será necessário nadar por 2 pessoas (você e a vítima), com o acréscimo emocional do momento, o que pode tornar você mais uma ocorrência. Os Guarda-Vidas contam com todo o treinamento e técnica de abordagem;
  • Lembre-se de dar o exemplo! As crianças te observam e quando você entra em locais com a bandeira vermelha da faixa de areia (local perigoso), elas podem entender que esse é um local seguro!
  • Lembre-se SEMPRE EXISTE RISCO!

 PREVINA-SE! 
* Não seja mais uma vítima! *

*Em caso de emergência*
* LIGUE 193*

Por: Soldado BMSC, Maicon Ramires Holffimann Flores – Portal SJOnline

Postado por: Gelson Padilha/RCNoticia