Candidato(a)s a Conselheiro(a)s Tutelares de Orleans

24

Angelica Cesconetto Martins – n° 553

- Anúncio -

Nº 553. Angelica Cesconetto Martins, 28 anos, aux. serviços jurídicos, Bacharel em Direito. O curso me proporcionou participar de mediações, conciliações, palestras educativas nas escolas e informações jurídicas sobre infância e juventude, o que despertou meu interesse pela proteção integral dos direitos das crianças e adolescentes. Pela garantia destes direitos, conto com seu voto!

Cilane Redivo – n° 102

Sou Cilane Furlan Redivo, natural de Orleans, Acadêmica de Serviço Social, sendo através dos estudos que me motivei a buscar uma vaga como Conselheira Tutelar. Profissão: atualmente Estagiária do Fórum de Orleans a quase dois anos na área. Conto com o seu voto. Meu número 102 !

Fernando Berto Furlan – n° 132

Nº 132 – Fernando Berto Furlan, 27 anos, psicólogo, formado pela UNIBAVE, com TCC focado no estudo de como o imaginário interfere na recuperação de crianças com câncer. Sigo como abordagem a Terapia Cognitivo-Comportamental e realizei estágios nas instituições CRAS, CREAS, Conselho Tutelar, creche e em escolas do ensino fundamental e médio de Orleans.

Gabriela Borghezan Nicoladelli – n° 771

Gabriela Borghezan Nicoladelli, n° 771, 23 anos, bacharela em Direito, trabalhou 3 (anos) na Delegacia de Polícia Civil de Orleans, onde teve contato direto com crianças/adolescentes em conflito com a lei e em situações de vulnerabilidade. Há 4 (quatro) meses atua como Conselheira Tutelar no município de Orleans, devido uma contratação de caráter emergencial.

Ivania da Silva Dalazen – n° 232

Ivania da Silva Dalazen número 232 tenho 51 anos
Formada em pedagogia, pós-graduada em prática interdisciplinar em Educação Infantil e séries iniciais.
Conto com seu voto, para melhor contribuir com o bem estar da criança e do adolescente. Tenho experiência mais de dez anos em sala de aula. As crianças e adolescentes precisam do apoio, amor e carinho dos pais em conjunto a comunidade e todos os envolvidos com a educação e sua formação como cidadão.

Ivoléte Laurindo Campos – n° 105

Número: 105
Nome: Ivoléte Laurindo Campos
Idade: 42 anos
Formação: Ensino Superior Completo em Pedagogia e Pós-Graduada em Alfabetização e Letramento.
Experiência Profissional: Atuei no ano de 2010 à 2014, como Auxiliar de Educação Infantil no CEI Débora Laurentino, no ano de 2015 à 2016 no CEI Mundo Encantado e no ano de 2017 à 2018 atuei como professora de Educação Especial na APAE. Atualmente estou exercendo a função de Secretária de Escola na EEB Cônego Santos Sprícigo, são nove anos de experiência exercendo funções que envolvem crianças e adolescentes.

Jaquecele da Cruz Silva – n° 567

567 – Jaquecele da Cruz Silva, 35 anos, formada em Psicologia. Durante a formação acadêmica, por sempre me identificar com essa área, realizei os estágios voltados para essa demanda. Atividades e palestras foram realizadas, abordando os mais variados temas de acordo com a necessidade identificada no local. Todas as experiências vivenciadas despertaram ainda mais o amor por essa área.

Jaqueline Bussolo Carrer- n° 166

166 – Jaqueline Bussolo Carrer – 21 anos – Bacharelado em Serviço Social.
Se eleita para a vaga de Conselheira Tutelar, pretendo trabalhar para promover, fiscalizar e defender com primazia os direitos das crianças e adolescentes, conforme o art. 136 do ECA. Assim, pretendo também, atender e aconselhar as famílias com responsabilidade, dedicação e amor, atuando diretamente no futuro de nossa cidade.

Maria Helena Mattei Andrade – n° 161

Olá meu nome é Maria Helena Mattei Andrade, tenho 26 anos sou natural de Orleans. Sou formada em Psicologia pelo UNIBAVE e pós-graduada em Psicodrama pela Escola Viver Psicologia: Psicodrama. Minha experiência com crianças já iniciou na graduação que foi quando comecei a trabalhar em escolas e atualmente trabalho como Psicóloga de crianças e adolescentes. Número 161.

Michelle Zomer Fenilli – n° 575

MICHELLE ZOMER FENILI
45 anos
Bacharel em Administração e Direito
Por vários anos trabalhei na área financeira em algumas empresas. No âmbito jurídico realizei estágio na casa da Cidadania, atuando em processos e atendimentos relativos às Áreas do Direito de Família, Infância, Adolescência e Juventude. E há dois anos estou atuando em um escritório de advocacia.

Paula Lima da Luz – n° 124

Olá sou Paula Lima da Luz o meu número é 124, tenho 26 anos de idade com formação em Serviço Social. E se eleita Conselheira Tutelar passarei por um período de compromisso e responsabilidade. Eu acredito na palavra vocação! Me formei, me capacitei e abracei a causa de muitos, que não entendiam ou sabiam das suas garantias de direito.

Roberta Furlan – n° 126

Me chamo Roberta Furlan, concorro a eleição ao cargo de Conselheira tutelar com o número 126. Sou graduada em Pedagogia e Pós – graduada em Práticas Interdisciplinares: educação infantil, ensino fundamental e médio, com ênfase em educação especial. Trabalhei nos CEIs: Debora Laurentino, Regina Chechetto e Mundo Encantado, Genésio Mazon. E Escolas Costa Carneiro e Cônego Santos Spricigo onde leciono atualmente.

Sue Ellen Cristina da Silva – n° 180

Número 180 – Sue Ellen Cristina da Silva Paulus e tenho 35 anos de idade. Sou Bacharel em Direito. Estagiei na Defensoria Pública, realizando atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade. Na Delegacia de Polícia Civil desde 2015, exerço funções que envolvem o atendimento de mulheres e adolescentes vítimas de violência doméstica.

Tuany Américo Vieira – n° 234

Me chamo Tuany Américo Vieira, tenho 28 anos e sou natural de Orleans. Formada em pedagogia e pós graduada, trabalho com crianças há mais de quatro anos, o que me motivou buscar por essa vaga. Pretendo fazer um bom trabalho, zelando pelos direitos das crianças e adolescentes e garantindo-os a proteção. Meu número é 234. “Não há presente melhor que o bom conselho”.

Tuani Nogueira Campos – n° 141

Me chamo Tuany Nogueira Campos, tenho 24 anos, sou Bacharel em Direito pelo Unibave, e atualmente estou concorrendo ao cargo de Conselheira Tutelar de Orleans com número 141. Minha relação com a Criança e adolescente é ampla, sendo que realizei diversos estágios, os quais atuava direta e indiretamente na área, a qual possuo profunda admiração e assim pretendo me aprofundar cada dia mais.

Fonte: Prefeitura Municipal de Orleans

Por: Deivis W. Fernandes / RCNoticia