Home Geral Jaguaruna se prepara para a colheita da melancia

Jaguaruna se prepara para a colheita da melancia

 

Em dezembro começa a colheita da melancia em Jaguaruna, no Sul do estado. O município tem a maior área da fruta plantada em Santa Catarina, com 600 hectares cuidados por 70 famílias.

- Advertisement -

“Jaguaruna conta com mais de 35% da arrecadação proveniente da agricultura e mais de 70% do PIB [Produto Interno Bruto] do município é proveniente da agricultura, da pecuária e da pesca, e não é diferente com a melancia”, afirma o secretário municipal de Agricultura, Dirceu Rodrigues.

A expectativa é colher a mesma quantidade que na safra passada: 15 mil toneladas da fruta. Isso contribui para que 80% da melancia que chega nas centrais de abastecimento de hortifruti no estado, entre dezembro e janeiro, seja do município.

 

O produtor Felipe Bittencourt de Pacheco afirma que o cultivo é fonte de renda e também tradição.

“Num primeiro momento o financeiro, ela dá uma rentabilidade de fato diferenciada, mas a tanto tempo, eu acredito que já tenha criado esse valor mais sentimental, os meus avós já vinham plantando há bastante tempo e, bem, a gente desde pequeno trabalhando com a cultura, acaba criando essa paixão”, disse.

“O cultivo aqui começa com o preparo do solo e o plantio, através de mudas, no mês de agosto e setembro.

Depois vem os manejos da cultura, o desenvolvimento da parte vegetativa, uma fase muito importante é a fase de floração, onde as abelhas fazem o papel de polinização.

E com a fruta já estabelecida, tem o desenvolvimento do fruto, é um fruto grande”, explica Emerson Evald, que é engenheiro agrônomo da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri).

 

A produção da melancia se adaptou por conta das temperaturas mais quentes e o solo arenoso.

“É uma fruta tropical, uma fruta do calor, então ela precisa de temperatura alta, inclusive no período da noite e esse foi um dos fatores que esse ano inclusive não foi muito favorável pra planta.

Apesar desses dois fatores climáticos: tivemos um frio mais prolongado, tivemos um período de estiagem em novembro, mas mesmo assim, a gente espera uma produção dentro do normal”, explica Evald.

 

Colheita malancia em Jaguaruna — Foto: Reprodução/ NSC TV

Fonte: G1Sc

- Anúncio -